terça-feira, 6 de novembro de 2012


                   A previsão.


Barulho do despertador na cabeceira,  abro  os olhos e me levanto .

Tropeço no tamanco no tapete.
Barulho da campainha, caminho até a porta  e destranco a fechadura com desanimo ....
Ainda com a escova de dentes na mão, abro a porta.
Vejo um homem caído na  soleira.
- Bom hoje será um daqueles dias!! Bêbado caído na calçada.
Olho em torno e não vejo  ninguém que possa ter tocado a campainha.
Volto-me troco e saio para trabalhar.
- Bom e agora, pular um  bêbado na calçada...
Olho para o homem,  de tão pálido que parecia que estar  azul.
Não dou importância e continuo minha jornada.
O dia passa, volto para casa e descubro que o bêbado ainda continuava lá imóvel.
-Nossa!  Se passou o dia  e ele nem se mexeu .
Abaixo e toco o homem. Gelado rígido!
-Nossa um cadáver!
-Ligo ou não para a polícia? O que eles dirão?
Corro para casa e espero. 
Ninguém se importa com o homem na calçada.
Ligo para a polícia. Eles levam mais de uma hora para aparecer.
Depois de muitas perguntas e de me sentir como a verdadeira assassina os policiais revistam o cadáver e descobre que ele foi roubado no laboratório da faculdade.
- Bem meu signo estava dizendo. ‘“Cuidado com o que atravessa em seu caminho”.
Aquele dia foi um cadáver  que atravessou meu caminho e me passou um grande susto!!
Valdete Lopes


Um comentário:

  1. Wanderson Fernando7 de novembro de 2012 09:53

    Realmente ninguém quer se comprometer...Parabéns!

    ResponderExcluir